COMPARTILHE EM SUAS REDES

Chegou a hora de vender seu carro! Mas você pode estar pensando: "E agora? Quais são os documentos necessários para vender o meu carro usado ou seminovo?". 

Existem diversas soluções para quem está pensando em vender o carro usado – algumas mais rápidas, como lojas multimarcas ou startups de compra de veículos, outras mais vantajosas financeiramente, como a venda direta para particulares e, sim, algumas que unem o útil ao agradável, como empresas focadas em agregar conveniência e bom preço de venda, como é o caso da CARUPI. 

Mas independente da estratégia usada para vender seu carro, a burocracia e os documentos necessários para a venda são os mesmos em todas as escolhas. 

Vamos ver juntos que o processo burocrático de venda é muito menos misterioso do que parece – e que a utilização de um despachante nem sempre é necessária.

Jovem mulher recebendo as chaves do carro usado que acabou de comprar
Vender seu carro exige a assinatura de alguns documentos obrigatórios (Imagem: divulgação)

Índice de Conteúdo

Documentos gerais não obrigatórios

Documentos obrigatórios

Resumo do processo de transferência

Vantagens de vender seu carro usado com a CARUPI

Documentos gerais não obrigatórios

Existem vários documentos que ajudam uma pessoa na hora da venda, seja para passar credibilidade ao comprador, seja para atestar o histórico do veículo, ou somente para comprovar  a boa utilização do mesmo – mas eles são somente complementares. É absolutamente possível vender o carro sem ter em mãos nenhum dos documentos abaixo:

• Laudo cautelar para atestar a procedência estrutural do carro e as pendências financeiras e cadastrais do veículo junto ao Detran

• Laudo mecânico para atestar as condições mecânicas do veículo

• Manual de Usuário do veículo com histórico de manutenções

Documento de carro em branco sobre mesa de madeira
Verso de um CRV em branco, o documento do veículo (Imagem: CARUPI/divulgação)

Documentos obrigatórios

Aqui, os documentos são imprescindíveis para a transferência de propriedade de um carro. Sem eles alguma parte do processo vai travar, seja no cartório, no Detran ou em instituições financeiras.

• CRV

Certificado de Registro de Veículo. Antigamente chamado de DUT (Documento Único de Transferência), esse documento é a escritura do veículo. Ele fica em branco com o atual proprietário do carro, tendo espaços que deverão ser preenchidos com as informações do comprador na hora da transferência.

• Laudo de Vistoria

Também conhecido como Laudo ECV, este documento é emitido por empresas de vistoria credenciadas junto ao Detran e atesta que o veículo está sem impedimento de transferência de propriedade – isso envolve a comprovação que o carro está em condições de rodagem no transito (com nenhuma especificação obrigatória de mecânica alterada), que o veículo não sofreu nenhuma alteração de quilometragem e que não há nenhum processo judicial ou administrativo que impeça que o vendedor se desfaça do veículo.

• Documento de identificação do proprietário

Seja RH, RNE, CNH, passaporte ou carteira profissional (OAB, CREA, CRM, etc). Como o CRV é um documento de propriedade similar à escritura de um imóvel, somente o proprietário do veículo ou seu procurador podem assiná-lo – e para isso o documento de identificação será solicitado no cartório.

• Contrato Social da empresa

Em caso de veículos cujo proprietário é uma pessoa jurídica, o sócio administrador ou um procurador da empresa realizarão a assinatura no CRV e apresentarão ao cartório o contrato social juntamente com sua identificação pessoal.

• Procuração pública

Para casos de pessoa jurídica em que a pessoa que assina o DUT não está no contrato social (como mencionado acima) ou quando o vendedor pessoa física não pode comparecer ao cartório pessoalmente para reconhecer firma.

Resumo do processo de transferência 

1 – Vendedor e comprador entram em acordo de valores
2 – Vendedor faz o laudo de transferência em uma empresa de vistoria credenciada
3 – Vendedor preenche o CRV com os dados do comprador
4 – Vendedor ou seu representante legal vai até o cartório com documento pessoal e CRV em mãos e reconhece firma por autenticidade no CRV
5 – Comprador recebe o CRV que foi preenchido em seu nome e reconhece firma por autenticidade no CRV
6 – Comprador recebe o laudo de transferência do vendedor
7 – Comprador dá entrada no Detran para que a nova documentação (CRV + CRLV) seja feita em seu nome. Isso envolve pagamento de taxas que são disponibilizadas na hora.

Veja que o processo para qualquer uma das partes envolvidas na negociação é bem rápido e objetivo. O cartório, ao receber a assinatura autenticada do vendedor no CRV já preenchido, automaticamente envia ao Detran uma notificação de venda – dando início a um período de 30 dias que o comprador tem para fazer a sua parte do processo (não precisa ser tudo feito na hora, como muita gente acredita), sob o risco de ser multado por atraso na transferência.

Jovem rapaz sorridente sentado no asfalto em frente a carro Range Rover
Na CARUPI, é você quem define o valor de venda do seu carro usado (Imagem: CARUPI/divulgação)

Vantagens de vender seu carro usado com a CARUPI

Comodidade

Com a CARUPI, você pode esquecer todo o trabalho envolvido: a equipe da startup assume toda a negociação do seu veículo, atuando como um concierge.

Um executivo designado pela CARUPI é quem trata com os interessados, negocia valores, cuida da parte técnica (perícias e vistorias) e ainda dá andamento em toda a papelada: você só precisa assinar.

Segurança total

O executivo da CARUPI é quem agenda e acompanha os test drives — buscando e devolvendo o veículo na casa de vendedores e compradores conforme a disponibilidade. Com esse serviço de “leva e traz”, você não precisa se arriscar em encontros com desconhecidos.

Mais tempo para você

Perder tempo pesquisando em classificados, tratando com interessados, levando seu carro para lá e para cá em test drives pela cidade e avaliações em lojas e concessionárias sempre fez parte da rotina de compra e venda de carros.

Com a CARUPI, o time da empresa faz tudo isso para que você só se preocupe em fazer o melhor negócio possível, com os valores que você estabelecer. Receba somente as melhores ofertas!

Fotógrafo da Carupi ajustando máquina fotográfica em tripé para fotografar carro usado para vender
Fotógrafos profissionais da CARUPI produzem imagens do seu carro usado para vender (Imagem: CARUPI/divulgação)
Valorização do seu veículo

Os fotógrafos da CARUPI vão até a casa do vendedor e produzem imagens profissionais do carro, ressaltando as características de destaque que valorizam o veículo e ajudam a atrair as melhores propostas.

Além disso, ninguém deprecia o valor de seu automóvel na CARUPI: pelo contrário, é você quem define quanto seu veículo vale, sempre com a orientação de nossos executivos que conhecem o mercado e sabem exatamente qual é a melhor faixa de preço para a venda do seu carro.

Tecnologia a seu favor

O serviço especializado da CARUPI se baseia no fator humano, com experts no mercado automotivo, e em tecnologia inteligente, que apoia a tomada de decisões. Assim, você sabe que seu carro será oferecido a compradores potenciais com o perfil mais indicado para o negócio.

Além de evitar a exposição exagerada de seu veículo, a chance de obter a melhor negociação possível aumenta muito quando a oferta é anunciada a um comprador que já está buscando um automóvel como o seu!

E aí, pronto para vender seu carro?
Então, confira o preço estimado de venda de seu carro com a CARUPI,
clicando aqui!