COMPARTILHE EM SUAS REDES

Não é nenhuma novidade que ter – e manter – um carro requer cuidado e muita atenção com o orçamento, certo? Ano após ano, os proprietários de veículos precisam arcar com o pagamento de certas taxas e documentos, como licenciamento, seguros e impostos, para que possam rodar com o automóvel regularizado conforme a lei. Esses valores devem sempre ser considerados na hora de adquirir um carro

Recentemente, uma das principais taxas recolhidas anualmente, o Seguro DPVAT, foi extinta, e não será cobrada em 2021. O mesmo, porém, não acontece com o Licenciamento do Veículo, documento de registro que permite o tráfego livre dos carros pelas ruas, cujo pagamento segue sendo exigido.

Além disso, o pagamento de outra importante taxa também se inicia em alguns estados: estamos falando do IPVA – ou Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores. Apesar de ser um imposto bastante conhecido, suas regras não são as mesmas para todo o país, já que cada estado é responsável por definir como, quando e quanto cada um pagará pela taxa.  

Portanto, antes de saber as datas de vencimento e valores do IPVA 2021, é importante que os proprietários de carros de cada região saibam como funciona o pagamento do imposto na cidade de registro do veículo. Para dar aquela ajudinha com o pagamento do seu IPVA, neste artigo, vamos falar sobre:

 

 

O que é o IPVA?

Por mais que todo mundo – ou quase todo mundo – saiba que o IPVA é um imposto que deve ser pago todos os anos por proprietários de veículos, muita gente ainda não sabe exatamente o que isso significa. 

Em tese, como o próprio nome diz, o IPVA é o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores, ou seja, é uma taxa paga anualmente como parte da posse de um automóvel. Na prática, se você tem um carro em seu nome, então você é obrigado a arcar com o pagamento desse imposto.

“Mas o IPVA é só para carro?”. Não! Todos os veículos que transitam por meio terrestre estão sujeitos ao pagamento dessa taxa: carros, motocicletas, caminhões, ônibus, máquinas agrícolas, entre outros, estão inclusos nessa obrigatoriedade. Com isso, o IPVA só não se aplica a  veículos aquáticos e aéreos - embora existam projetos na Câmara dos Deputados para que estes veículos também paguem IPVA no futuro. 

Quando o veículo deixa de pagar IPVA?

Há, porém, alguns casos em que você pode estar isento de pagar IPVA do seu automóvel – especialmente se ele já tiver “uma certa idade”. As regras não são as mesmas para todos os estados brasileiros, então é sempre válido consultar como funciona a isenção de IPVA na sua região.

No estado de São Paulo, por exemplo, estão isentos do pagamento do imposto os carros produzidos há mais de 20 anos. Para o Rio de Janeiro, a isenção é para os veículos com mais de 15 anos. Já em Minas Gerais, é possível não pagar o valor do IPVA quando o automóvel tem um valor histórico, ou seja, possui placa preta.

Além disso, proprietários de taxi, deficientes físicos e mentais, entidades e pessoas com tratamento diplomático também podem solicitar à Secretaria da Fazenda do Estado a isenção do pagamento do IPVA 2021. 

Recentemente, o estado de São Paulo alterou as condições nas quais portadores de doenças podem solicitar a isenção do pagamento do IPVA 2021: neste ano, aqueles cujas condições não exigem adaptação do veículo ainda devem pagar o imposto.

Quais são as regras para o IPVA 2021 do meu estado?

Como já antecipamos, o IPVA é um imposto de responsabilidade dos estados, sendo que 50% da arrecadação é destinada aos entes federativos e 50% aos municípios de registro dos automóveis. Feita essa divisão, os recursos devem ser investidos em saúde, educação, segurança pública e outros serviços que tenham como foco a sociedade. 

Ainda, é importante ressaltar que o IPVA é calculado de acordo com o modelo de cada carro. Isso mesmo! O valor de mercado do veículo – baseado na tabela FIPE – é o que vai determinar quanto você vai pagar ao estado para tê-lo. Por isso, quanto mais caro for o seu automóvel, mais você vai desembolsar no IPVA. Uma informação interessante para avaliar quando pensar em adquirir um carro, não?

No entanto, para fechar o cálculo do IPVA, o valor do carro deve ainda ser multiplicado por uma alíquota, que varia para cada região do país. No estado de São Paulo, por exemplo, a alíquota é de 4% para veículos movidos à gasolina e biocombustível e 3% para aqueles que sejam abastecidos com álcool, eletricidade ou gás. Já no estado do Rio de Janeiro, a alíquota é de 4% para carros flex e 1,5% para carros movidos a Gás Natural Veicular (GNV). Para quem se encontra no estado de Minas Gerais, a alíquota é uma só: 4% para automóveis independentemente do combustível. 

Por conta disso, não dá para garantir que todos os carros de um mesmo lugar terão valores de IPVA iguais, já que ele depende do estado, do modelo do automóvel e da alíquota aplicada. Os calendários com prazos de pagamento podem, também, não ser os mesmos, o que faz com que a atenção às datas de vencimento seja maior. 

Tudo isso, porém, só pode ser confirmado consultando as regras do local de registro do seu carro. Vamos conferir quais são elas em alguns dos estados do Brasil em 2021?

Entardecer em cidade grande com prédios e avenidas repletas de carros
Proprietários de veículos precisam recolher diversas taxas, como o IPVA, para circularem dentro da legislação (Imagem: Unsplash)

IPVA 2021 SP

Neste ano de 2021, o proprietário de um veículo registrado no estado de São Paulo deve ficar atento a algumas informações, bem como valores e prazos para pagamento. 

O primeiro ponto importante a ser lembrado é quanto ao não pagamento do IPVA 2021. A multa atual para quem não pagar a taxa na data é de 0,33% por dia de atraso e juros de mora, com base na Selic, a taxa básica de juros. Passados 60 dias, a multa é ainda mais alta e se torna fixa: 20% sobre o valor do IPVA. Se depois disso ainda não for constatado o pagamento, a multa passa a ser de 40% e o proprietário fica impedido de aproveitar os créditos da Nota Fiscal Paulista.

Qual o valor do IPVA 2021 em SP? 

Como cada carro terá um IPVA diferente, a consulta pelo valor do IPVA 2021 paulista está disponível no portal da Secretaria da Fazenda e Planejamento do estado de São Paulo, por meio do número RENAVAM e da placa do automóvel. Também é possível consultar os valores e efetuar o pagamento pelos sistemas das redes bancárias credenciadas.

Mas isso não é tudo! É preciso estar atento ao prazo de vencimento, para não correr o risco de ser surpreendido com uma multa. Para isso, a Secretaria da Fazenda de São Paulo emitiu um calendário com base na parcela do IPVA a ser paga e na placa do carro. 

O IPVA pode ser parcelado?

Pois é! O pagamento do IPVA 2021 SP pode ser feito em uma cota única em janeiro, com desconto de 3%, ou ser quitado em três parcelas. Há também a opção de efetuar o pagamento em cota única, no mês de fevereiro, porém sem descontos.

Para aqueles que desejarem pagar o IPVA 2021 em uma única parcela e aproveitar o  desconto, a data de vencimento depende do número final da placa do carro:

  • Final 1: vencimento em 7 de janeiro;
  • Final 2: vencimento em 8 de janeiro;
  • Final 3: vencimento em 11 de janeiro;
  • Final 4: vencimento em 12 de janeiro;
  • Final 5: vencimento em 13 de janeiro;
  • Final 6: vencimento em 14 de janeiro;
  • Final 7: vencimento em 15 de janeiro;
  • Final 8: vencimento em 18 de janeiro;
  • Final 9: vencimento em 19 de janeiro;
  • Final 0: vencimento em 20 de janeiro.


Para quem quiser dividir o IPVA 2021 em três vezes, as datas permanecem as mesmas para a primeira parcela, alterando o vencimento apenas da segunda e da terceira. 

  • Final 1: vencimento 7 de janeiro, 9 de fevereiro e 9 de março;
  • Final 2: vencimento em 8 de janeiro, 10 de fevereiro e 10 de março;
  • Final 3: vencimento em 11 de janeiro, 11 de fevereiro e 11 de março;
  • Final 4: vencimento em 12 de janeiro, 12 de fevereiro e 12 de março;
  • Final 5: vencimento em 13 de janeiro, 18 de fevereiro e 15 de março;
  • Final 6: vencimento em 14 de janeiro, 19 de fevereiro e 16 de março;
  • Final 7: vencimento em 15 de janeiro, 22 de fevereiro e 17 de março;
  • Final 8: vencimento em 18 de janeiro, 23 de fevereiro e 18 de março;
  • Final 9: vencimento em 19 de janeiro, 24 de fevereiro e 19 de março;
  • Final 0: vencimento em 20 de janeiro, 25 de fevereiro e 22 de março.

Carro novo também precisa pagar IPVA 2021?

Sim, mesmo se o veículo for 0km, a obrigatoriedade é mantida, porém com pagamento proporcional aos dias que faltam para acabar o ano depois da emissão da nota fiscal. Ou seja: se você comprar um carro 0km e a nota fiscal for emitida no dia 6 de março – faltando 300 dias para acabar 2021 –, você deverá pagar este valor proporcional: 300 dividido por 365 e multiplicado pela alíquota cobrada no estado – no caso de São Paulo, 4%).

Para quem adquiriu, então, um novo automóvel, o pagamento do IPVA pode ser feito de três formas: em cota única, com desconto de 3%, até o 5º dia útil após a data de emissão do documento fiscal; em cota única, sem desconto, em 30 dias contados a partir da data de emissão do documento fiscal; e parcelado em três vezes, com a primeira parcela para até 30 dias após a data de emissão do documento fiscal, a segunda para o mesmo dia do mês subsequente à 1ª parcela e a terceira para o mesmo dia do segundo mês subsequente à 1ª parcela. 

Como pagar o IPVA 2021 SP? 

Diante de tantas informações, agora é hora de saber como efetuar o pagamento do seu IPVA 2021 e ficar livre de multas. Primeiramente, se o seu carro for 0 km, o pagamento é feito por meio de uma Guia de Recolhimento (GARE-IPVA). Se o seu veículo já estiver em uso, o procedimento é um pouco diferente, mas nada complicado.

O primeiro passo para realizar o pagamento do IPVA 2021 é se dirigir a um banco autorizado, bem como casas lotéricas, e informar o número RENAVAM que está no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), sempre se atentando para a data de vencimento e o valor consultado. Esse procedimento pode ser feito tanto no caixa eletrônico quanto no atendimento presencial, com a ajuda dos atendentes.

Atualmente, no entanto, já existem maneiras mais fáceis e rápidas para o pagamento de taxas como o IPVA. Por exemplo, os próprios aplicativos dos bancos credenciados já permitem o pagamento online do imposto. Além disso, você pode usar outras ferramentas, como o app Gringo, que permite não só quitar o valor do imposto como também parcelar o pagamento no cartão de crédito em até 12x. Atualmente, a ferramenta está centrada no estado de São Paulo e recebe informações atualizadas diretamente do Detran-SP. 

Casal fazendo cálculos e pagando contas de forma digital em computador laptop
Pagamento do IPVA pode ser feito através da internet (Imagem: Freepik)

IPVA 2021 RJ

Se o veículo está registrado no estado do Rio de Janeiro, o procedimento para pagamento do IPVA 2021 é um pouco diferente. 

A primeira mudança é que só é possível pagar o IPVA 2021 no estado do Rio de Janeiro com a emissão da Guia para Recolhimento de Débitos (GRD), disponível a partir de 12 de janeiro, independente se o carro é novo ou não.

Quanto ao pagamento, que pode ser feito em redes bancárias autorizadas e casas lotéricas, as regras são as mesmas: cota única com desconto ou em três parcelas. A novidade é que para quem pagar o IPVA 2021 antecipado, o desconto de 3% também é válido, mesmo para a opção do parcelamento. 

Quanto aos vencimentos, eles também estão divididos com relação ao final da placa e número da parcela. Para pagamentos que serão feitos de forma integral ou em primeira parcela, as datas são:

  • Final 0: vencimento em 21 de janeiro;
  • Final 1: vencimento em 22 de janeiro;
  • Final 2: vencimento em 25 de janeiro;
  • Final 3: vencimento em 26 de janeiro;
  • Final 4: vencimento em 27 de janeiro;
  • Final 5: vencimento em 28 de janeiro;
  • Final 6: vencimento em 29 de janeiro;
  • Final 7: vencimento em 1 de fevereiro;
  • Final 8: vencimento em 2 de fevereiro;
  • Final 9: vencimento em 3 de fevereiro.


Já para pagamentos das segunda e terceira parcelas, as datas de vencimento são as seguintes: 

  • Final 0: vencimento em 21 de janeiro, 22 de fevereiro e 24 de março;
  • Final 1: vencimento em 22 de janeiro, 23 de fevereiro e 25 de março;
  • Final 2: vencimento em 25 de janeiro, 24 de fevereiro e 26 de março;
  • Final 3: vencimento em 26 de janeiro, 25 de fevereiro e 29 de março;
  • Final 4: vencimento em 27 de janeiro, 26 de fevereiro e 30 de março;
  • Final 5: vencimento em 28 de janeiro, 1 de março e 5 de abril;
  • Final 6: vencimento em 29 de janeiro, 2 de março e 6 de abril;
  • Final 7: vencimento em 1 de fevereiro, 3 de março e 7 de abril;
  • Final 8: vencimento em 2 de fevereiro, 4 de março e 8 de abril;
  • Final 9: vencimento em 3 de fevereiro, 5 de março e 9 de abril.


É sempre bom lembrar que em caso de outras dúvidas, você pode consultar o site da Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro.

IPVA 2021 MG

Para o pagamento do IPVA 2021 no estado de Minas Gerais, o procedimento é bem similar ao dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Aqui, também é necessário emitir uma Guia para pagamento da taxa, a partir do número RENAVAM, e o desconto de 3% é válido para pagamento à vista, desde que seja realizado entre os dias 18 e 22 de janeiro. O valor do IPVA 2021, assim como no estado de São Paulo, deve ser consultado por meio da Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais

Já com relação às datas de vencimento, a divisão é um pouco diferente se comparada aos outros estados. Para pagamento em cota única ou em referência à primeira parcela, os prazos são:

  • Final de placa 1 e 2: vencimento em 18 de janeiro;
  • Final de placa 3 e 4: vencimento em 19 de janeiro;
  • Final de placa 5 e 6: vencimento em 20 de janeiro;
  • Final de placa 7 e 8: vencimento em 21 de janeiro;
  • Final de placa 9 e 0: vencimento em 22 de janeiro.


Quanto ao pagamento da segunda e da terceira parcela, as datas de vencimento são as seguintes: 

  • Final de placa 1 e 2: vencimento em 18 de janeiro, 18 de fevereiro e 18 de março;
  • Final de placa 3 e 4: vencimento em 19 de janeiro, 19 de fevereiro e 19 de março;
  • Final de placa 5 e 6: vencimento em 20 de janeiro, 22 de fevereiro e 22 de março;
  • Final de placa 7 e 8: vencimento em 21 de janeiro, 23 de fevereiro e 23 de março;
  • Final de placa 9 e 0: vencimento em 22 de janeiro, 24 de fevereiro e 24 de março.


Para outras informações, o site da Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais também está disponível.

IPVA 2021 RS

No Rio Grande do Sul, o pagamento antecipado do IPVA 2021 estava disponível desde o dia 16 de dezembro, com prazo até 30 de dezembro para obter o desconto de 3% por antecipação. Aqueles que possuíssem adesão ao programa Bom Motorista e Bom Cidadão puderam contar com uma maior redução no valor do imposto.

Atualmente, outra possibilidade de pagamento do IPVA 2021 RS é o parcelamento em três vezes com desconto. Para isso, a primeira parcela deve ser quitada até o dia 29 de janeiro, com redução de 3%; a segunda parcela até o dia 26 de fevereiro, com redução de 2%; e a terceira até o dia 31 de março, com redução de 1%. 

Para o caso de o proprietário desejar quitar o IPVA 2021 RS de uma única vez, os prazos de vencimento são outros, a depender do final da placa:

  • Final 1: vencimento em 1 de abril;
  • Final 2: vencimento em 5 de abril;
  • Final 3: vencimento em 7 de abril;
  • Final 4: vencimento em 9 de abril;
  • Final 5: vencimento em 12 de abril;
  • Final 6: vencimento em 14 de abril;
  • Final 7: vencimento em 16 de abril;
  • Final 8: vencimento em 19 de abril;
  • Final 9: vencimento em 23 de abril;
  • Final 0: vencimento em 26 de abril.

Outros detalhes e maiores dúvidas podem ser consultados no próprio site do IPVA RS 2021

Como economizar no pagamento do IPVA?

Já vimos que o pagamento do IPVA 2021 oferece descontos tanto para quitação em cota única quanto antecipada, certo? Mas, como o cálculo do imposto segue regras claramente estabelecidas, não há margem extra para maior economia em seu pagamento.

No entanto, como o valor do IPVA depende do modelo do veículo, uma forma simples de pagar menos nesse imposto é optar por um carro que não possua valor de mercado tão alto. Nesse sentido, além dos usados, uma opção que chama a atenção está nos seminovos: carros com ótima conservação e baixa quilometragem, cujo valor de mercado já sofreu reduções naturais, gerando valores menores de recolhimentos. 

E já existem formas de encontrar esses automóveis de maneira fácil e rápida, sem se arriscar em negociações com particulares ou se limitar ao estoque de lojistas e concessionárias, sabia? 

Mulher jovem em poltrona de sua casa acessando aplicativo da Carupi no celular
Comprar e vender carros fica muito mais fácil, rápido e seguro com o serviço da Carupi (Imagem: Freepik)

A CARUPI é uma delas: em nosso catálogo online de veículos você encontra inúmeros modelos de carros usados e seminovos – todos periciados e com qualidade garantida. Além disso, como as alíquotas do IPVA levam em conta o tipo de combustível abastecido, esse é um critério que também pode ser observado em sua busca na CARUPI, filtrando a pesquisa em nossa plataforma e escolhendo um veículo que recebe taxações menores. Assim, é possível economizar ainda mais.

Isso sem falar em todos os benefícios de negociar um carro com a CARUPI, como a opção de fazer test-drives em sua casa, sem custos: ao escolher o modelo que deseja, nosso time agenda a melhor data e hora e leva o veículo até você. Tudo é feito de forma online, por nosso app e website, com conveniência e segurança total para o comprador: fechado o negócio, enviamos todos os documentos e você assina sem sair de casa. 

Se você quer trocar de carro para economizar no IPVA, aproveite e economize seu tempo: com a CARUPI, você ganha em agilidade, praticidade e conforto!

Gostou do artigo? Não deixe de conferir outros em nosso blog!