COMPARTILHE EM SUAS REDES

Goste de admitir ou não, carros têm um papel importante em nossa vida. Com o estilo de vida moderno que levamos, passamos um bom tempo dentro deles, não é mesmo?

Talvez alguns dos momentos mais importantes de sua vida tenham acontecido em um carro: o primeiro beijo? Ou a correria para chegar à maternidade, talvez. E aquela viagem inesquecível com os amigos? Até mesmo o presente pela tão sonhada vaga na universidade!

Eles estão em nossa história, e essa história está sempre seguindo em frente. Por isso, pode ser que você queria dar o próximo passo - ou avançar o próximo quilômetro -  e precise dizer adeus a seu velho companheiro e dar as boas-vindas a seu novo parceiro de quatro rodas.

Vender seu carro, ou comprar um novo, é uma decisão importante. E, assim como os modelos de carros que amamos estão sempre evoluindo, apresentando novidades e melhorias, o modelo de compra e venda de seminovos e usados também evoluiu, sabia?

Hoje em dia, já existem meios muito mais práticos e seguros de colocar seu carro à venda, sem estresse e sem riscos desnecessários. E, claro, a estrada para comprar seu seminovo também está bem mais macia e sinalizada, para você não se perder.

Por isso, vamos ajudar você a entender melhor como o processo de compra e venda de seminovos e usados é uma via de mão dupla: há vantagens e desvantagens em cada opção. Mas também vamos mostrar como já existem novas soluções no setor, unindo o melhor de cada caminho para transformar sua experiência de compra e venda em uma viagem suave e com destino certo: a sua tranquilidade.

Pegue carona com a gente!


Índice

O que é um carro seminovo?

Vantagens de vender um seminovo

Vantagens de comprar um seminovo

Como vender e comprar seminovos e usados

Vender e comprar carros no particular

  1. Demora mais
  2. Atenção com a(in)segurança
  3. Prepare-se para a burocracia
  4. Você, mecânico
  5. Cuidado com as pegadinhas
  6. E a garantia?
  7. Liberdade total de decisão

Vender e comprar carros em lojas e concessionárias

  1. Menor margem de negociação 
  2. Sem tempo de dizer adeus
  3. Pesquise quem oferece mais
  4. Garantia, mas limitada
  5. Menos papelada
  6. Negócio rápido e economia de tempo

As novidades do mercado de seminovos

Os diferenciais da CARUPI

  1. Comodidade
  2. Segurança total
  3. Mais tempo para você
  4. Valorização do seu veículo
  5. Tecnologia a seu favor
  6. Garantia em sua compra
  7. Melhores opções de pagamento

Qual escolher?

O que é um carro seminovo

Carros não são como a maioria dos produtos que conhecemos. Digamos que eles possuem um prazo de validade muito extenso, especialmente se receberem os devidos cuidados.

Em resumo: muitas vezes, um veículo não é propriamente novo, mas também está muito longe de demonstrar sinais claros de uso ou desgaste. Por isso, ao invés de ser considerado um carro usado, ele pode ser chamado pelo carinhoso apelido de seminovo.

Em tese, para ser considerado um carro seminovo, um veículo precisa atender a alguns critérios:

  • ter menos que 3 anos
  • um único dono
  • quilometragem baixa (menos de 20 mil km/ano)
  • ótimo estado de conservação interno/externo
  • mecânica em pleno funcionamento

No entanto, alguns veículos com mais de 3 anos, de tão bem conservados e cuidados, muitas vezes recebem a honrosa alcunha de seminovo também. Ou seja: são usados, mas com “corpinho de seminovo”.

Carros nessas condições possuem um mercado muito próprio, com algumas vantagens e desvantagens. É legal conhecê-las para entender melhor suas particularidades.

Vantagens de vender um seminovo

  • Menor desvalorização: é possível vender seu veículo por um valor considerável, em um mercado com muito potencial de negócio, já que muita gente prefere pagar mais em um carro com pouco uso ao invés de comprar automóveis mais baratos, porém com muita quilometragem ou vários anos de utilização

  • Mais rentabilidade: em tese, o seminovo demandou menos manutenção — apenas as revisões regulares — o que aumenta a rentabilidade da venda

  • Menos pressa: diferente de negociar um carro problemático do qual deseja ou precisa se livrar logo, o veículo seminovo seguirá atendendo com qualidade seus deslocamentos enquanto você busca com calma a melhor oferta

Vantagens de comprar um seminovo

  • Custo atrativo: ao comprar um seminovo, você não enfrenta a desvalorização automática que um veículo 0km sofre assim que deixa a concessionária, adquirindo um carro praticamente novo, mas com valor mais acessível e um longo horizonte de utilidade em perfeito estado
  • Opcionais: muitas vezes, com o valor necessário para a compra de um carro novo de entrada, é possível investir em um seminovo de linha superior, mais sofisticado, com diversos opcionais e itens de conforto extra

  • Garantia: dependendo dos modelos, você adquire um veículo dentro do prazo de garantia de fábrica, o que é uma tranquilidade adicional

  • Menor manutenção: o carro é praticamente novo, com pouquíssima chance de apresentar problemas mecânicos

  • Menores taxas: os custos de registros do carro 0km já ficaram para trás, e a compra do seminovo deve gerar apenas as taxas de transferência

  • Menos impostos: dependendo da época do ano, existe uma chance de você comprar um veículo com IPVA e DPVAT pago — legal, hein?

  • Troca-troca: se este é o seu perfil, é possível trocar de carro com maior frequência comprando seminovos, já que a diferença entre os valores envolvidos na venda e na compra costuma ser baixa

Como vender e comprar seminovos e usados

Se você já percebeu que vender ou comprar um seminovo ou um usado em bom estado, com procedência, pode ser uma opção interessante para seu próximo movimento no mercado de automóveis, talvez seja a hora de avaliar como fazer isso.

Existem algumas opções para quem quer negociar seu veículo, seja vendendo ou comprando. Geralmente, essa estrada se bifurca em dois principais caminhos: fazer a transação de forma independente, sem intermediários, tratando diretamente com vendedores e compradores de forma particular, ou negociar com lojas e concessionárias de automóveis que atuam nesse mercado, fazendo a ponte entre quem quer vender e os interessados em comprar.

Vamos conhecer as principais caraterísticas que as diferenciam? Entender melhor as vantagens e desvantagens de cada opção irá ajudar a definir qual delas pode ser a melhor para você!

Vender e comprar carros no particular

Vender ou comprar um carro é uma missão que você pode enfrentar de maneiras diversas.

Algumas pessoas preferem contar com ajuda para obter sucesso, mas outras aceitam o desafio de encarar essa aventura sozinhas, com a cara - ou melhor, o carro - e a coragem!

Se este é seu caso, é legal conhecer algumas características dessa modalidade de negociação.

  1. Negociar carros no particular demora mais

Negociar um carro no mercado particular pode se tornar uma viagem bem longa, que testa os nervos e a paciência de todos. 

Para quem quer vender, é difícil filtrar os interessados, e você vai precisar aturar uma série de potenciais compradores totalmente deslocados do perfil ideal para seu veículo. Prepare-se para ofertas de preços que insultam, propostas de trocas absurdas, gente tentando encontrar defeitos no seu carro para barganhar preços e uma série de outros percalços que farão parte de sua rotina.

Já quem quer comprar vai precisar visitar inúmeros classificados online ou andar por aí procurando as clássicas plaquinhas de “Vende-se: tratar com o dono” coladas nos carros.

O fato é que, fora ocasiões raras, chegar a esse match ideal provavelmente se tornará um processo cansativo e demorado para ambos os lados. Será preciso todo um controle de agendas entre o vendedor e o comprador para combinar visitas ao veículo em questão — talvez ambos precisam perder alguns finais de semana esperando pela disponibilidade de todos os envolvidos para ver o carro.

Homem triste sentado no porta-malas de seu carro
Vender ou comprar no particular pode se tornar uma dor de cabeça (Imagem: Freepik)
  1. Atenção com a (in)segurança

É bem provável que os compradores queiram fazer um test drive nos carros de seu interesse. E isso significa duas coisas: ou quem está vendendo terá que levar o veículo até eles, ou quem quer comprar precisará se dirigir até onde o carro está.

Fora o óbvio inconveniente dos diversos deslocamentos envolvidos nesse processo, a pergunta mais importante, aqui, é a seguinte: como fica a segurança de todos nesse processo? Infelizmente, pode haver uma série de ameaças envolvidas nessa dinâmica comercial. 

Pense em levar seu veículo até a casa de alguém que não conhece, ou a um ponto de encontro qualquer que possa reservar surpresas desagradáveis. Da mesma forma, receber estranhos em sua casa com o pretexto de testar seu carro pode não ser uma atitude tão prudente, certo?

O mesmo é válido para os compradores: visitar desconhecidos para testar um veículo pode se tornar uma experiência arriscada.

  1. Prepare-se para a burocracia

Negócio fechado? Ótimo! Agora, preparem-se para a papelada!

Vender e comprar carros no particular torna tanto o vendedor quanto o comprador responsáveis por dar andamento nas documentações, vistorias e outras etapas de um processo de transferência não tão intuitivo assim.

Claro, um despachante pode entrar na jogada. Mas ele tem seu custo, e quem opta por negociar veículos sem intermediários está justamente fugindo de despesas extras, não é mesmo?

  1. Você, mecânico

Comprar e vender um veículo de forma independente costuma envolver muitas perguntas — e nem todas as respostas.

O comprador particular precisa saber quais itens do carro devem ser avaliados para se certificar da qualidade do veículo. Essa análise pede um certo nível de conhecimento técnico que, convenhamos, nem todo mundo possui.

Saber fazer as perguntas certas sobre a mecânica e os sistemas do carro, e ter os olhos atentos, pode ser um desafio para quem está interessado em comprar, mas é leigo no assunto.

Do outro lado, o vendedor precisa estar preparado para responder sobre a última troca de óleo, qual o perfil dos pneus, testar a bateria e outras questões técnicas. Responder de forma improvisada ou demonstrar dúvida pode transmitir insegurança para o interessado.

Além disso, com tantos modelos e variações atuais nos carros do mercado, identificar corretamente qual exatamente é o modelo em negociação pode ser um desafio — flex? gasolina? turbo? — levando vendedores e compradores a avaliar o valor do veículo de forma errônea.

  1. Cuidado com as pegadinhas do mercado de veículos

Vendedores inexperientes que optam por vender seus carros sozinhos podem estar se expondo a uma série de situações desagradáveis.

Quer um exemplo? Não é raro esbarrar em classificados de automóveis onde o vendedor fotografou seu carro com a placa descoberta. Criminosos mal-intencionados podem se aproveitar dessa informação para praticar uma série de fraudes e golpes, sabia?

Isso sem falar na qualidade das fotos, certo? Algumas podem acabar depreciando o veículo, de tão mal produzidas.

Da mesma forma, um comprador pode ser facilmente enganado sobre veículos que passaram por leilões ou com eventuais danos na lataria que foram disfarçados para confundir o olhar dos menos observadores. Por isso, a compra e venda de veículos no particular pode ser um negócio traiçoeiro. Olho aberto!

Mecânico embaixo de carro realizando conserto no veículo
Problemas mecânicos podem estar escondidos quando você compra um carro particular (Imagem: Pexels)
  1. Vender e comprar carros no particular não oferece garantia

Negociar veículos no mercado particular não apresenta muitas garantias, especialmente para quem está comprando.

Qualquer problema que venha a acontecer com o carro após a compra é, literalmente, um problema seu, e não do vendedor. Não há qualquer tipo de responsabilidade envolvida — a não ser, é claro, que o veículo ainda esteja com a garantia de fábrica válida.

Tem mais: descobrir, após a compra, pendências de documentação, parcelas de financiamento, multas e taxas que não foram pagas também pode pegar você de surpresa. Resolver essas questões pode virar uma dor de cabeça que dura alguns meses.

Vai vender? Bem, nesse caso, os riscos estão no pagamento: muita gente acaba tendo dificuldades para receber as últimas parcelas ou se depara com cheques que voam mais alto que os carros voadores  prestes a chegar ao mercado.

  1. Liberdade total: vocês decidem!

Esta é a grande vantagem de negociar seu seminovo de forma particular: autonomia total de decisões e dos valores envolvidos!

Vender ou comprar pelo preço que você deseja é o principal motivo que leva muitos a buscarem essa solução, na verdade. Durante a negociação o vendedor pode convencer o interessado do real valor do veículo e o comprador, por sua vez, pode influenciar o dono do carro a lhe conceder um desconto.

Uma vez que os dois lados do negócio cheguem a um acordo, o que ocorre é que, de forma geral, o vendedor consegue um bom preço e o comprador também, já que não há intermediários no caminho.

Vender e comprar carros em lojas e concessionárias

Quem pensa em negociar seu carro de forma rápida acaba optando em vender para um comprador que está sempre interessado: as lojas e concessionárias de veículos.

Elas não hesitarão em aceitar seu veículo mas, é claro, sob as condições que impõem para a concretização do negócio. Esses termos podem até variar, mas uma coisa é certa: você vai perder dinheiro.

Comprar nas lojas de veículos também pode ser uma boa para quem pensa em evitar as inseguranças do mercado particular. Mas tudo tem seu preço, como veremos a seguir.

  1. Menor margem de negociação

Prepare-se para gastar sua lábia: não é fácil negociar com lojas e concessionárias. Como qualquer comerciante, esses estabelecimentos querem pagar barato e vender caro.

Pode parecer exagerado falar assim, mas o raciocínio aqui é esse: lojas e concessionárias, como qualquer estabelecimento comercial físico, possuem pesados custos fixos e operacionais — aluguel, água, energia, equipe, impostos, seguros, licenças e outros. Por isso, para tornar suas atividades rentáveis, elas irão oferecer valores consideravelmente abaixo da tabela do seu veículo para garantir sua margem de lucro quando realizarem a venda.

Então, se você vai vender, é melhor esquecer a tabela FIPE e demais índices de mercado: aceite que seu querido carrinho, do qual sempre cuidou com tanto carinho, será desvalorizado na negociação.

Vai comprar? É bom saber: como possuem um giro de clientes alto e constante, esse pessoal não está muito disposto a conceder descontos ou ouvir propostas.

  1. Diga adeus ao seu carro

Muitas lojas de carros oferecem a opção da consignação: a venda só é efetivada quando surgir um comprador. A loja, no caso, serve de elo entre os dois.

Nessa modalidade de venda, ao contrário da particular, você precisa entregar seu carro à loja imediatamente para que ela possa expor seu veículo o quanto antes e atrair interessados.

Como aplicam margens altas na venda dos veículos, pode levar um tempo até seu carro encontrar um interessado disposto a comprá-lo. E as lojas provavelmente não serão muito compreensivas com o fato de você precisar do carro para suas rotinas diárias.

Se você não possui outro veículo que possa seguir usando enquanto o outro está à venda na concessionária, você acaba ficando — literalmente — a pé.

  1. Pesquise quem oferece mais

Apesar de ser um meio mais veloz de negociar seu veículo, vender para lojas e concessionárias não significa que você poderá descansar totalmente e aproveitar seu tempo.

Mesmo nessa modalidade de negócio, será necessário visitar diversas lojas, que farão avaliações técnicas de seu carro, e só então farão ofertas — que podem variar bastante.

Esse processo de visitar os estabelecimentos e coletar as propostas de cada um pode consumir um bom tempo e ser exaustivo, enquanto você tenta encontrar a melhor oferta para seu seminovo.

Loja de carros com modelos enfileirados e expostos ao público
Lojas e concessionárias pagam menos em seu veículo usado e incluem taxas na revenda (Imagem: Pexels)


  1. Veículos com garantia, mas limitada

Os seminovos vendidos nas lojas e concessionárias têm garantia? Tem sim! Mas antes que você se anime com essa resposta, é bom saber: ela não costuma passar de 3 meses.

Já é uma vantagem em relação à compra de um carro diretamente com o dono, claro. Mas para uma categoria de produto como essa, 3 meses de garantia não é exatamente um sinônimo de tranquilidade. Afinal, o veículo deverá ser usado por anos!

Faz parte do jogo: esses estabelecimentos não investirão muitos recursos para resolver eventuais problemas agudos de um veículo que passe por seu estoque. Isso pode minar sua rentabilidade no negócio.

O risco fica com o cliente, sempre.

  1. Menos papelada

Sim, aqui você também precisará dedicar algum tempo com a parte de documentação.

Muitas concessionárias e lojas até encaminham boa parte do processo para seus clientes — apesar de não ser uma regra, ok? — mas você ainda precisará dispor de algum tempo para passar por lá para assinar documentos ou, até mesmo, se dirigir até um cartório.

  1. Negócio rápido e economia de tempo

A vantagem mais óbvia de negociar seu carro com lojas de carros e concessionárias está na agilidade: você pula algumas fases do processo — como encontrar um comprador interessado em seu carro ou alguém vendendo o carro que você procura — e passa diretamente para a fase de tratar do valor.

Mesmo na hora de negociar, tudo costuma ser rápido: afinal, como seu poder de barganha aqui é quase nulo, provavelmente você terá que aceitar o que está sendo proposto - seja vendendo, seja comprando.

Resumindo: para quem vende, é rápido, mas paga pouco. Se você tem urgência em vender seu carro — ou, talvez, não ligue tanto para seu suado dinheirinho -- pode ser uma saída honrosa e muito rápida.

Para os compradores, ter a chance de olhar e até experimentar vários veículos reunidos em um mesmo lugar, com segurança e certa rapidez, pode economizar seu tempo e até mesmo agilizar sua decisão.


As novidades do mercado de seminovos

Conhecer as diferenças e peculiaridades de negociar veículos no mercado particular ou em lojas e concessionárias é importante para entender qual das soluções pode ser a melhor opção para o que você precisa.

Porém, ao avaliar os prós e contras das duas modalidades de negócio, você não fica com a sensação de que já passou da hora de surgir uma alternativa a esses modelos? São muitas desvantagens envolvidas!

A verdade é que nenhum deles está centrado no consumidor e em sua jornada: são opções com uma dinâmica focada em lucratividade, fluxo de caixa, interesses pessoais dos envolvidos e uma série de outros aspectos que, ao final das contas, tornam ambas cansativas e desestimulantes.

Mas calma: antes de você desistir de vender ou comprar um carro, é importante saber que novos modelos de negócios para o setor já começam a aparecer no mapa!

E sim, eles estão ligados a tecnologias disruptivas e novas visões de serviço, com abordagens comerciais inovadoras e voltadas a tornar a experiência mais satisfatória a todo mundo.

Falar sobre o Uber e outras plataformas que entendem o carro como um serviço, e não como um bem de consumo, pode parecer óbvio. Mas é importante para refletirmos como nossa visão sobre esse mercado ficou estagnada durante décadas, certo?

Uma ideia original e diferente pode fazer toda a diferença, e revolucionar o setor!

Uma nova modalidade que chegou ao Brasil, por exemplo, é o serviço de assinatura de veículos. Primeiramente disponível em locadoras de veículos, e agora também pelas próprias montadoras, a premissa aqui é: por que comprar um carro se você pode usufruir de todos os benefícios dele pagando uma assinatura mensal?

Nesse modelo, todos os eventuais custos de manutenção e despesas com taxas e impostos saem das mãos do usuário, e ficam a cargo da empresa que presta o serviço. Menos preocupação e responsabilidades para que você possa curtir sua experiência com o veículo sem dor de cabeça.

Porém, esses serviços possuem um custo que nem sempre é o mais acessível, sendo uma solução prática e rápida, porém cara para a imensa maioria dos consumidores. Além disso, muitos planos de assinatura incluem limites de quilometragem mensais. E vale a pena refletir se esse investimento financeiro não seria mais inteligente se convertido em um financiamento, por exemplo. Ao final do pagamento, o carro é seu!

Assim como os exemplos que citamos acima, há ainda muitos outros novos caminhos sendo abertos para aqueles que estão na estrada do mercado de automóveis.

Um deles é o serviço oferecido pela CARUPI, que surgiu para tornar a experiência de vender e comprar carros muito mais suave, fácil, rápida, confortável e segura. Para todos.

A CARUPI é uma startup que estudou com muita atenção os modelos de negócios atuais e formatou uma solução inovadora que une os pontos positivos de ambas - rapidez, conveniência e os melhores preços — em um serviço que oferece um valor agregado muito sensível ao usuário.

Convenhamos: comprar e vender veículos sempre trouxe, em diferentes escalas, algum nível de estresse e cansaço aos envolvidos. A proposta da CARUPI torna essa negociação muito mais simples e cômoda: é possível vender seu carro sem sair de casa, por exemplo.

Com tanta inovação a serviço de um mercado carente de novas ideias, a proposta da CARUPI chamou a atenção: a startup recebeu aportes de aceleradoras e investidores internacionais que acreditam em soluções novas para problemas antigos.

Veja como é diferente vender e comprar carros com a CARUPI

  1. Comodidade

Com a CARUPI, você pode esquecer todo o trabalho envolvido: a equipe da startup assume toda a negociação do seu veículo, atuando como um concierge.

Um analista designado pela CARUPI é quem trata com os interessados, negocia valores, cuida da parte técnica (perícias e vistorias) e ainda dá andamento em toda a papelada: você só precisa assinar — em sua casa também, claro.

Jovem mulher sentada no sofá vendendo seu carro na internet com a Carupi
Soluções inovadoras da CARUPI oferecem mais conveniência e segurança na compra e venda de carros (Imagem: Pexels)


  1. Segurança total

O analista da CARUPI é quem agenda e acompanha os test drives — buscando e devolvendo o veículo na casa de vendedores e compradores conforme a disponibilidade. Com esse serviço de “leva e traz”, você não precisa se arriscar em encontros com desconhecidos.

  1. Mais tempo para você

Perder tempo pesquisando em classificados, tratando com interessados, levando seu carro para lá e para cá em test drives pela cidade e avaliações em lojas e concessionárias sempre fez parte da rotina de compra e venda de carros.

Com a CARUPI, o time da empresa faz tudo isso para que você só se preocupe em fazer o melhor negócio possível, com os valores que você estabelecer. Receba somente as melhores ofertas!

  1. Valorização do seu veículo

Os fotógrafos da CARUPI vão até a casa do vendedor e produzem imagens profissionais do carro, ressaltando as características de destaque que valorizam o veículo e ajudam a atrair as melhores propostas.

Além disso, ninguém deprecia o valor de seu automóvel na CARUPI: pelo contrário, é você quem define quanto seu veículo vale, sempre com a orientação de nossos analistas que conhecem o mercado e sabem exatamente qual é a melhor faixa de preço para a venda do seu carro.

  1. Tecnologia a seu favor

O serviço especializado da CARUPI se baseia no fator humano, com analistas que são experts no mercado, e em tecnologia inteligente, que apoia a tomada de decisões. Assim, você sabe que seu carro será oferecido a compradores potenciais com o perfil mais indicado para o negócio.

Além de evitar a exposição exagerada de seu veículo, a chance de obter a melhor negociação possível aumenta muito quando a oferta é anunciada a um comprador que já está buscando um automóvel como o seu!

  1. Garantia em sua compra

Além de uma base de veículos ampla e que cresce a cada dia, o que permite escolher e encontrar o modelo que mais agrada, comprar seu novo carro com a CARUPI oferece toda a garantia que você busca nesse tipo de negociação.

Os veículos são todos inspecionados e periciados em detalhes, e alguns possuem garantia opcional que pode chegar até a 1 ano!

  1. Melhores opções de pagamento

Com financiamento facilitado em 5 bancos, fica fácil fazer o carro dos seus sonhos caber no seu bolso. A equipe da CARUPIajuda a encontrar as melhores opções de financiamento para você, com negociações que se encaixam em seu orçamento e viabilizam a compra de seu seminovo. Tudo de forma fácil e ágil, para você rodar de carro novo o quanto antes.

E para quem vende, o custo dos serviços CARUPI permitem que, com toda essa comodidade e segurança, você ainda obtenha uma negociação muito vantajosa e com valores acima do mercado das lojas e concessionárias!


Qual escolher?

Agora que chegamos ao final dessa viagem pelo mercado dos seminovos, deu para perceber que pegar a estrada sem um mapa atualizado é sempre arriscado, não?

Por isso, esperamos que nosso Novo Guia do Seminovo tenha ajudado a entender melhor o mercado de compra e venda de seminovos, apontando possíveis direções que você pode seguir para evitar buracos  e desvios no caminho.

Infográfico mostrando vantagens de negociar carros com a Carupi
Solução exclusiva de venda e compra de seminovos da CARUPI oferece muitas vantagens


As placas que sinalizam a evolução desse setor parecem apontar para serviços cada vez mais inovadores e focados no cliente. O modo de nos relacionarmos com nossos carros está mudando, e soluções completas e intuitivas, como a CARUPI, pisam no acelerador e avançam rumo a uma experiência totalmente nova, oferecendo o que vendedores e compradores sempre buscaram (além do melhor negócio, claro): tranquilidade!

Agora, é com você: defina qual rumo quer trilhar e boa viagem com seu seminovo!